Exposição no Ugra Fest 2017 homenageia os 40 anos de carreira do Marcatti

Os quarenta anos de carreira do mais importante quadrinista independente e underground brasileiro serão celebrados no Ugra Fest 2017, marcado para os dias 8 e 9 de julho de 2017 no SESC Belenzinho de São Paulo. A exposição Marcatti 40 reúne quarenta interpretações feitas por quadrinistas nacionais do principal personagem criado por Marcatti, o lendário Fráuzio. “Ele representa de certa forma toda a putaria que eu faço”, afirma o autor. Dentre os nomes participando da mostra estarão membros de diferentes vertentes e gerações da cena brasileira de quadrinhos, como Fábio Zimbres, Juscelino Neco, Pablo Carranza, Germana Viana e Paulo Crumbim. Realizada no mesmo espaço da feira do Ugra Fest, a exposição também terá entrada gratuita.

expo_marcatti_blog

Fráuzio surgiu na cabeça de Marcatti no final dos anos 90 como protagonista de um game nunca finalizado pelo autor. O personagem acabou ganhando uma revista própria e homônima em 2001, publicada pela Editora Escala e com a robusta tiragem de 35 mil exemplares mensais. Sem qualquer aviso de classificação etária em suas páginas e baratíssima, a publicação chegou ao fim após seis números por conta da reclamação de pais incomodados com o material consumido pelos filhos.

“Eu estraguei muitas infâncias”, brinca Marcatti. “O primeiro número custava um real, mais barato que Turma da Mônica, a revista do Cascão custava R$ 1,50. Sujeira por sujeira, muitas crianças preferiram o Fráuzio”, diz o autor em meio a risos.

Na avaliação de Douglas Utescher, um dos organizadores da Ugra Fest e também um dos curadores da Marcatti 40, a história do quadrinista é singular nas HQs nacionais. “O que eu tenho de vida esse cara tem de quadrinhos, e sempre independente, sempre fiel à sua visão e ao seu estilo”, diz Utescher. Coube a ele, a Daniela Utescher e ao próprio Marcatti a seleção dos artistas convidados para a criação de suas versões de Fráuzio.

“O Marcatti é o maior punk dos quadrinhos brasileiros”, avalia o quadrinista Camilo Solano, autor de um dos trabalhos em exposição. “Além de ser um grande artista, eu o admiro pelo amor com que produz suas obras e o quanto ele acredita no que faz. Para fazer as histórias sem ninguém encher o saco, ele é responsável por todo o processo de produção de um livro”, afirma Solano, lembrando o fato do homenageado criar, imprimir e montar suas publicações dentro de sua própria casa.

“O nome do Marcatti é muito importante para qualquer quadrinista que continua lutando com o mercado independente”, diz o autor de outra das obras que estarão em exposição no SESC Belenzinho, o quadrinista Elcerdo. “Ele é uma referência do do it yourself. Mesmo já tendo trabalhado e feito parte do grande mercado, seu conhecimento e processo de trabalho atual é de invejar”, analisa o artista.

De acordo com Douglas Utescher, a promessa é de artes refletindo todo o humor, o talento e a escatologia associados ao trabalho de Marcatti. “Ele é muito querido por seus pares, então estão todos caprichando bastante. Ao mesmo tempo, lidar com um universo tão bizarro e peculiar como o do Marcatti parece ter aguçado bastante a imaginação de todo mundo”, instiga o curador.

Confira a lista completa dos artistas participantes da exposição Marcatti 40:
• Al Stefano
• André Diniz
• André Toral
• Bira Dantas
• Camilo Solano
• Chico Felix
• Escape HQ
• Fabiane Langona
• Fábio Zimbres
• Felipe Bezerra
• Flávio Luíz
• Floreal
• Franco de Rosa
• Galvão Bertazzi
• Germana Viana
• Gilmar Machado
• Guilherme Petreca
• Juscelino Neco
• Kellen Carvalho
• Kiko Garcia
• Laudo Ferreira
• Lobo Ramirez
• Luciano Salles
• Luiz Berger
• Marcos Batista
• Miolo Frito
• Pablo Carranza
• Paulo Batista
• Paulo Crumbim
• Pedro Cobiaco
• Pedro D’Apremont
• Pietro Luigi
• Ruis Vargas
• Shiko
• Thiago Ossostortos
• Tiago Elcerdo
• Victor Bello
• Victor Freundt
• Walmir Orlandeli
• Will

Leave a Reply